MPGPP

Duração do Curso (tempo de integralização)

 

O Mestrado Profissional em Gestão em Políticas Públicas (MPGPP) tem duração mínima de 2 semestre letivos e máxima de 6 semestres letivos.

 

 

Atualizado em: 08/03/17.

Critérios de avaliação do processo ensino-aprendizagem

 

Os participantes serão avaliados em cada disciplina, sendo atribuída nota entre zero e dez. O participante será aprovado se obtiver nota igual ou superior a 6,0 (seis) na disciplina. A média requerida para aprovação no Curso, considerado o conjunto de disciplinas, é 7,0 (sete).

 

Estará reprovado na disciplina o participante que tiver freqüência inferior a 75% (setenta e cinco por cento) das aulas ministradas, excetuadas as faltas enquadradas no Regime Excepcional de Estudos previsto no Decreto-Lei nº 1.044 de 21.10.1969 e Lei nº 6.202 de 17.04.1975. A tolerância máxima de 25% (vinte e cinco por cento) de faltas abrange as motivadas por gala, nojo e outros impedimentos previstos em lei (convocação militar, eleitoral, intimação judicial, doação de sangue, licença paternidade, etc.). Será desligado do curso o participante que for reprovado mais de duas vezes na mesma disciplina ou mais de quatro vezes no curso.

 

O trabalho de conclusão de curso versará sobre um problema real de uma organização do setor público, organismo internacional ou entidade não-governamental, provendo alternativas de solução para um desafio de gestão ou de política pública. Os participantes serão orientados por professores do MPGPPO(s) trabalho(s) de conclusão podem ser redigidos em português, inglês ou espanhol. Trabalhos em língua estrangeira devem, obrigatoriamente, conter palavras-chave e um capítulo redigido em português, sintetizando seu conteúdo. O trabalho é julgado por banca designada pelo Coordenador do Curso, integrada por 4 (quatro) membros, devendo um deles ser, obrigatoriamente, externo à FGV-EAESP, como segue:

 

I – professor orientador;

II – professor doutor da EAESP;

III – professor doutor externo à EAESP;

IV – dirigente da organização que está sendo objeto de estudo de destacada competência no tema em análise. O trabalho é considerado aprovado, reprovado ou pendente de resultado pela banca examinadora. Caso o trabalho não tenha sido protocolado no prazo previsto ou que tenha sido reprovado pela banca, o participante é automaticamente desligado do curso.

 

Atualizado em: 08/03/17.

 

Requisitos para Admissão

 

  1. Conclusão em curso de graduação reconhecido pelas autoridades competentes;
  2. Aprovação em processo seletivo, que abrange:
  • Análise de currículo
  • Carta pessoal de motivação;
  • Análise de uma prova escrita que irá aferir a capacidade de expressão escrita e domínio da língua portuguesa, além de possibilitar avaliar o grau de reflexão do candidato sobre os atuais desafios da gestão e políticas públicas no Brasil;
  • Apresentação de duas cartas de recomendação descrevendo suas competências, preferencialmente uma acadêmica, outra profissional;
  • Entrevista.

 

A seleção se dá em três fases: na primeira, são analisados os documentos, currículo e carta pessoal, a fim de verificar a adequação do candidato ao perfil desejado para o curso. Aqueles que corresponderem ao perfil esperado serão convocados para realizar a prova escrita (segunda fase) e entrevista (terceira fase). A aprovação final dependerá dos resultados obtidos por cada candidato nas três fases do processo seletivo.

 

Atualizado em: 08/03/17.

Recursos Disponíveis (infraestrutura para o curso)

Laboratórios:

 

O Laboratório de Ensino e Pesquisa em Informática (LEPI) é composto por um conjunto de instalações equipadas com os mais modernos recursos de microinformática, com acesso à rede local, aos sistemas acadêmicos da Escola e à Internet e disponíveis aos alunos para utilização em pesquisas, trabalhos e estudos.

 

Os laboratórios são também utilizados em aulas práticas, exercícios de simulação, jogos, trabalhos em grupo e em outras aplicações em que a rede de computadores desempenha papel relevante para o aprendizado. Os laboratórios oferecem aos professores apoio para preparação de material didático e acesso a recursos multimídia para uso em aulas, sendo ainda utilizados em cursos de informática para alunos, professores e funcionários das Escolas e para desenvolvimento de aplicações voltadas ao ensino.

 

A FGV-SP conta com 295 equipamentos instalados nos Laboratórios de Ensino e Pesquisa. Alguns desses espaços são patrocinados por empresas como: Banco Bradesco, Banco Real, Samsung Hedging-Griffo, Itaú Personnalité e TecnoWorld. Mantém com a Microsoft um contrato Campus Agreement o qual garante a atualização dos produtos. As atualizações de hardware são feitas de acordo com a demanda dos softwares utilizados em aulas e/ou pelos usuários e conforme novas versões disponibilizadas pelo fabricante.

 

Os laboratórios de informática que estão disponíveis para uso dos alunos no acesso aos ambientes de ensino, pesquisas, simulações, jogos de negócios e EAD são os seguintes:

  • Laboratório 501 (Banco Bradesco): 43 computadores, 105,49 m2
  • Laboratório 502: 37 computadores, 91 m2
  • Laboratório 503 (Semp Toshiba): 37 computadores, 91 m2
  • Laboratório 504 (Amil): 57 computadores 152,26 m2
  • Laboratório 506 (Itaú Personnalité): 34 computadores, 84,30 m2
  • Laboratório 507: 31 computadores, 87,76 m2
  • Laboratório Biblioteca (especifico para uso da pós-graduação): 12 computadores, 18,80 m2

 

Links de Comunicação:

 

O acesso a redes externas e à internet é feito através, de links que a Escola mantém com a FAPESP (512 kbps), AT&T (1536 kbps), Telefônica (2048 kbps) e Speedy Business 4.0 (512 kbps).

 

Para facilitar a comunicação entre professor e aluno, foi criado um sistema de pastas eletrônicas VPN), disponíveis na rede interna (intranet), por meio da qual o professor pode colocar material didático e informações sobre a disciplina, à disposição dos alunos. Criou-se também o eclass ou classe eletrônica, sistema que permite comunicação mais completa entre professor e aluno, pois reúne, num único local - de perfil bastante dinâmico – avisos aos alunos, cronograma do curso, programa, exercícios etc.

 

Salas de aula:

 

As salas de aula da FGV-SP oferecem aos alunos um ambiente propício ao aprendizado, em virtude do conforto de suas instalações e dos recursos tecnológicos disponíveis. Totalmente cabeadas, permitem acesso à rede da FGV-SP.

 

Da mesa do professor é possível ter todo o controle da sala de aula. Do computador instalado nessa mesa, o professor acessa a Internet, tornando suas aulas mais dinâmicas. Todas as salas têm sistema multimídia que facilitam o acesso aos equipamentos tecnológicos como projetor, som, DVD, projetores, entre outros. O sistema de iluminação é controlado nesse espaço, assim como os microfones sem fio e com fio.

 

Todas essas facilidades são possíveis graças à ação das empresas parceiras.

 

Biblioteca:

 

A Biblioteca Karl A. Boedecker (BKAB) é uma biblioteca universitária integrante do Sistema de Bibliotecas FGV, de cujo Sistema fazem parte também a Biblioteca Mario Henrique Simonsen - BMHS, Biblioteca de Brasília e Biblioteca Digital FGV.

 

A BKAB foi criada em 1954 com o objetivo de fornecer apoio bibliográfico às atividades de ensino e pesquisa desenvolvidas pela FGV-EAESP. Em 2005, a BKAB passou a atender às escolas FGV-EESP e FGV-DIREITO SP, criadas no mesmo ano.

 

A Biblioteca possui acervo especializado nas áreas de Administração, Economia, Negócios, Direito e Ciências Sociais, composto por livros, ebooks, revistas, teses e dissertações, dvds , além  assinar inúmeras bases de dados com acesso a textos completos de artigos de revistas, informações econômicas, financeiras e legais. A BKAB disponibiliza aos usuários salas de estudo individual e em grupo, terminais de consulta ao seu catálogo, pesquisas na internet e bases de dados. Possui uma área total construída de 2.198,15 m², tendo uma extensão da biblioteca no prédio onde está instalada a FGV DIREITO SP.

 

Para mais informações sobre a biblioteca Karl A. Boedecker, clique aqui 

 

Atualizado em: 08/03/17.

Matriz Curricular

 

Para acessar a matriz curricular do curso (ano 2016), clique aqui.

 

Para acessar a matriz curricular do primeiro semestre de 2017, clique aqui.

 

 

Atualizado em: 08/03/17.

Corpo Docente do Curso
 
Para acessar a relação de professores que compõem o corpo docente do curso, área de atuação, titulação, qualificação, tempo de casa e tempo de profissão não acadêmica, clique aqui.

 

 

Atualizado em: 08/03/17.